http://youtu.be/PT1pPIBEEWQ

Loading...

quarta-feira, maio 25, 2011

Alegoria da caverna


Adaptação de Paulo A. Duarte - profº Dpto Geociências da UFSC

Atividade 2.1 - navegando em hipertexto

domingo, maio 08, 2011

Navegar é preciso...Preciso navegar!

“Almejamos colocar em pauta a discussão sobre a meta-aprendizagem. Não apenas como sendo o estudo dos processos metacognitivos, mas também sua afinidade com as pesquisas, o uso e o ensino de mapas conceituais na construção da aprendizagem e no esclarecimento de como os indivíduos constroem seu conhecimento; dos mapas cognitivos nas investigações sobre a interação dos seres humanos com os ambientes virtuais, culminando com os estudos da ergonomia cognitiva que busca uma melhor interação entre o ser humano e as novas tecnologias.”

(Dulce Amélia de Brito Neves – Doutora em Ciência da Informação; Professora Adjunta do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da UFPB)


Aprendendo a navegar no mar tecnológico da internet, pude constatar o que o navegador sente quando fica à deriva... Uma onda de sentimentos inunda-lhe o espírito, as comportas do conhecimento e do desconhecimento se abrem... Liberdade à vista!

Os olhos lânguidos e cheios de enfado passam a ter tal vivacidade, esperando gulosamente, para ler e admirar textos sobre hipertextos, hipertextos sobre hipertextos, imagens, vídeos, links e hiperlinks sem fim.

Os ouvidos se aguçam e passam a ouvir sons, os mais variados, de todos os cantos da terra. O tato se insinua a teclar, com tamanha presteza, a perder de vista seus quirodáctilos. Ninguém segura essa nau!

Mas também, não é tudo um mar de rosas. Perde-se a noção de tempo e espaço. Aquele mar imenso pode abrigar um monstro feroz, como bem descreveram navegantes de mares e tempos distantes... E o medo de ser engolido por um daqueles tsunamis do Oriente! Medo-medo, um arremedo de medo, nada de mais... Quando a gente se perde, no fundo, no fundo, é uma perdição do bem!

Ao longo da navegação, fui fazendo várias descobertas, que fui anotando em meu diário de bordo. Sites que pretendo retornar mais vezes, para futuras pesquisas. Sites prolíficos e primorosos. Uma palavra puxa outra, um assunto traz outro em seu bojo. Assim funcionam os links e os hiperlinks dentro dos hipertextos: uma teia tecida de conhecimentos!

O mais interessante de toda essa viagem é que é possível voltar ao ponto zero e recomeçar a viagem e experimentar outras novas sensações!

Então, marinheiro, o que está esperando para realizar a sua primeira viagem?



Atividade 2.2 - Coisas importantes e significativas