http://youtu.be/PT1pPIBEEWQ

Loading...

domingo, junho 19, 2011

A onda da inteligência


Quando a humanidade começou a domesticar animais e cultivar plantas, na verdade, estava ocorrendo uma grande revolução: a revolução agrícola. Era a Primeira Onda.
A revolução industrial marcara o compasso da Segunda Onda, requerendo um tempo de maturação de trezentos anos...
Já com a revolução técnico-científica, a descoberta de fontes de energias alternativas, diversificadas e renováveis possibilitou a produção da indústria eletrônica. Computadores, celulares e equipamentos de comunicação cada vez mais velozes e atualizados foram trazidos pela Terceira Onda.
Justamente por isso, isto é, a velocidade com que as informações se modificam e se renovam, tornam o conhecimento cada vez mais perecível.
A prática pedagógica por projetos tem sido a linha condutora na atualidade, conciliando a teoria ensinada nas escolas com a prática exigida no mercado de trabalho.
O desenvolvimento desses projetos tem como grande aliada, a mídia digital.
Entende-se por mídia digital, todo e qualquer elemento tecnológico que possibilita a armazenagem, produção e difusão de informação.
Assim é que compartilho sobre o Aware, um jogo matemático africano, cuja simplicidade destoa com a sua abrangência no aprendizado de matemática, física e informática. Levando em conta o elemento-chave, que é a diversidade cultural.
A sequência de Fibonacci foi outro tópico muito interessante. Também conhecida como proporção áurea, surgiu através de desenvolvimento matemático, no período do Renascimento. Por isso, só de conferir a existência dessa proporção nas obras renascentistas e na própria natureza já é fascinante!
Pela lógica, a Quarta Onda estréia uma nova era, cujo foco está na capacidade de aquisição de novos conhecimentos, no potencial de reaprender, de adaptar a nossa inteligência às novas demandas. A era da inteligência pede passagem!

Atividade 3.2 - mídias digitais

domingo, junho 05, 2011

Registrando a experiência ótima

A aula transcorrera de forma agradável, embora desafiadora, em que o aluno pôde produzir algo concreto e desejável.
A idéia inicial era fazer com que o aluno pesquisasse na internet o que seria o origami e escolhesse um dos diagramas para fazer.
A pesquisa paralela sobre a experiência do fluxo seria recomendável, mas não condição necessária. Isso porque a pessoa que está passando por essa experiência não tem consciência pelo que está passando, a não ser após a experiência ótima. O foco e a extrema concentração/dedicação são a sua matéria-prima.
Como o diagrama escolhido era de certa forma complexo, essa fase inicial fora excluída.
O ideal seria modelar a aula em três fases, consistindo nas fases inicial, média e avançada, favorecendo o processo de busca de desafios, através do cultivo do gosto pelo origami.

atividade 2.6 registro digital da experiência

Projetando uma experiência ótima

atividade 2.5